segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

"Velvet Buzzsaw" em análise

Velvet Buzzsaw foi anunciado há relativamente pouco tempo e já foi lançado na passada sexta-feira na Netflix. Realizado por Dan Gilroy (o realizador de Nightcrawler) e protagonizado por Jake Gyllenhaal (que desempenha uma personagem um pouco diferente daquilo a que estamos habituados a vê-lo), este filme leva-nos diretamente para o meio de um museu e apresenta-nos obras de variados estilos, algumas mais excêntricas que outras. 

A verdadeira essência do filme leva algum tempo a revelar-se, pois nos minutos iniciais temos algo que quase poderia ser uma crítica à modernidade atual e à liquidez com que vivemos. Vemos, por exemplo, pessoas paradas em frente a uma das obras a tirar selfies sem sequer olharem para a peça de arte em si. E, claro, não podiam faltar as bebidas do Starbucks para acentuar o lado hipster da coisa. 


Infelizmente, este início (que, para mim, foi a melhor parte do filme) não dura para sempre. Então, a história começa realmente apenas quando um homem morre e descobre-se que este guardava inúmeras pinturas na sua casa, assinadas com o nome "Ventril Dease". O desejo do homem era que as obras fossem destruídas assim que morresse. Mas, claro, este é um filme que se classifica como sendo de terror, então, obviamente, as obras não são destruídas: são expostas no museu e comercializadas, de modo a assombrarem para sempre todos aqueles que alguma vez olharem para elas… Basicamente, é isto; mas não tão interessante assim. 

É preciso dizer uma coisa: nenhuma das personagens ligadas ao museu gosta realmente de arte ou das obras que lá estão expostas. A única coisa que importa é vendê-las e lucrar com elas. Então, é curioso pensar que o protagonista, Molf Vanderwalt, que é um crítico de arte, não percebe minimamente do assunto e serve apenas para lançar um valor através das suas críticas...


A história até podia ter a sua dose de interesse, no entanto está mal contada, com personagens secundárias a mais, sequências desnecessárias e diálogos péssimos. Para piorar, uma boa parte do elenco apresenta prestações horríveis, que até nos deixam a pensar "como é que esta pessoa é ator/atriz!". E outra parte parece que foi simplesmente esquecida… 

Por fim, resta-me apenas dizer que de terror, propriamente dito, o filme pouco ou nada tem. Apenas umas tentativas tontas de pregar jumpscares e assustar… Apenas tentativas… Falhadas...

5/10 ⭐
SOBRE A AUTORA

Estudante de Cultura e Comunicação, com uma grande admiração pela sétima arte. Vejo filmes desde criança e sempre tive um gosto especial pelas animações. Vi na criação deste espaço o local ideal para ligar este meu interesse à escrita, da qual também tanto gosto.

9 comentários:

  1. É mesmo desmotivante quando uma história tem tudo para ser fantástica, mas depois percebemos que a forma como é trabalhada em nada a favorece. Não conhecia o filme, mas sinto que não entrará na minha lista de filmes a ver

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto, o filme apresentava uma premissa interessante, mas foi muito mal explorada...

      Eliminar
  2. Não conheço o filme, mas penso que até teria uma premissa engraçada. No entanto, depois da tua crítica, não fiquei muito curiosa para o ver... Mas quem sabe :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes sempre dar uma oportunidade e, quem sabe, até gostar! 😜

      Eliminar
  3. É a segunda resenha sobre o filme que acesso. Isso é um sinal que preciso assistir logo. hahaha
    Parabéns pelo novo blog. Já estou seguindo. Ótimo!

    Blog: O Planeta Alternativo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pela visita, Walter! 😄
      Então, espero que gostes mais do filme do que eu gostei...

      Eliminar
  4. Este também ainda não conhecia! Sou uma desgraça com filmes não sou? Ahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este foi pouco divulgado! Eu só vi na página da Netflix...

      Eliminar
  5. Quando se vai assistir a uma filme, tem que se contar com a parte boa e com a menos boa!

    Tenha uma boa tarte Joana Grilo.

    ResponderEliminar