sexta-feira, 12 de abril de 2019

"Parque das Maravilhas" em análise

Como já devem ter percebido, sou fascinada por filmes de animação e, como tal, fico sempre a aguardar ansiosamente quando percebo que vai sair um novo filme e sou conquistada pela sua publicidade. Publicidades coloridas são sempre bastante apelativas, especialmente quando se trata de um filme essencialmente destinado a crianças. E Parque das Maravilhas teve direito a isso mesmo: um trailer animado e grandes posters cheios de cor e com personagens com um ar amigável. É, então, curioso pensar que o filme talvez precisasse realmente de mais cor, mas não apenas no sentido literal... 


Este filme apresenta-nos June, uma menina que gosta muito de inventar coisas e que tem uma grande imaginação. Juntamente com a sua mãe, cria coisas incríveis que a fazem sentir-se realmente especial. No entanto, assim como na vida real, nem tudo são maravilhas e alguns acontecimentos negativos fazem com June perca um pouco da magia que lhe era característica.

Algo que se percebe facilmente é que o filme é feito muito ao estilo do Inside Out e acredito que este filme da Disney e Pixar tenha sido uma forte fonte de inspiração. Parque das Maravilhas explora os sonhos e as fases menos boas da vida. O Parque das Maravilhas de June acaba por ser apenas uma criação da sua mente, em conjunto com a sua mãe. E quando esta se vê afastada da sua grande amiga, o Parque perde toda a sua essência. 


As crianças certamente vão encantar-se com as personagens e com motivos para isso. June é realmente um bom exemplo a seguir; é uma miúda encantadora e é a alma do filme. Para além disso, também as sequências de ação vão certamente agradar aos mais novos. No entanto, os adultos vão ver este filme para além das personagens. Vão apreciar a história que levou June até ao Parque e vão reconhecer o lado mais triste. 

As alterações no clima do filme são bastante notáveis. Começamos com algo muito alegre, mas depois somos levados por uma montanha-russa de emoções, com muitos murros no estômago pelo caminho. 


O problema é que quando vamos ver este filme contamos ver algo que idealizámos com base nas publicidades coloridas. Esperamos ver o Parque em todo o seu esplendor! Só que isso acontece apenas por uns míseros minutos, pois pouco mais vemos para além da sua “construção”. Então tudo o que é colorido acaba por ficar apenas negro… 

Apesar de ter uma história bem construída, alguns momentos são tratados de um modo demasiado superficial e isso é uma pena. Seria preferível que alguns acontecimentos tivessem sido mais aprofundados, invés de termos tanto tempo perdido em sequências de ação.

De facto, nem tudo aqui são maravilhas e apesar de o resultado do filme ter ficado muito aquém das minhas expectativas, preciso de dizer que a equipa da dobragem portuguesa fez um trabalho notável. Já há algum tempo que não via um filme de animação em português com uma dobragem tão boa!

6/10 ⭐
SOBRE A AUTORA

Estudante de Cultura e Comunicação, com uma grande admiração pela sétima arte. Vejo filmes desde criança e sempre tive um gosto especial pelas animações. Vi na criação deste espaço o local ideal para ligar este meu interesse à escrita, da qual também tanto gosto.

10 comentários:

  1. Vi apenas um bocadinho do trailer e fiquei mesmo curiosa com este filme. E acho que o vou ver na segunda, ao cinema :p

    ResponderEliminar
  2. obrigado, querida :D

    não sou fã de cinema, como sabes, por falta de tempo... mas quando me falam em filmes de animação o caso muda de figura +.+

    NEW GET THE LOOK POST | TO DRESS THIS WEEKEND!!!
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  3. Já tinha assistido ao trailer e fiquei muito curiosa!!
    Percebo o que dizes em relação às sequências de ação VS acontecimentos aprofundados... É uma pena quando isso acontece :((
    Ainda assim, mal posso esperar por ver este filme!

    Um beijinho,
    MESSY GAZING

    ResponderEliminar
  4. Também sou fã e apaixonado por filmes de animação. Gosto e ver todos! Este não conhecia.

    https://na-outramargem.blogspot.com/

    ResponderEliminar