sábado, 6 de abril de 2019

"Samitério de Animais" em análise

Duas semanas depois de Nós de Jordan Peele ter chegado às salas de cinema, chega agora outro dos filmes de terror mais aguardados do ano: Samitério de Animais, realizado por Kevin Kölsch e Dennis Widmyer, um remake do filme lançado em 1989 e baseado na obra com o mesmo nome de Stephen King. Filmes baseados em livros do “mestre do horror” são sempre aguardados com expectativa e desta vez não foi exceção, mesmo sendo um filme com uma história já antiga. Tudo indicava que esta versão era completamente renovada.


Os trailers prometiam algo diferente, pois era claro que o ambiente dos cenários era muito mais aterrador e arrepiante - mais negro. Também pelos trailers era notável a existência de algumas diferenças. Penso que o facto de logo por aí dar para perceber muitas coisas sobre o filme tenha estragado um pouco alguns momentos de revelação, que deviam estar fechados a sete chaves invés de serem logo mostrados em publicidades, pois o impacto seria totalmente diferente. Basicamente, as alterações na história percebem-se nos trailers (especialmente no trailer final, lançado muito recentemente), pelo que recomendo que não os vejam se realmente tiverem interesse no filme.

Em comparação com o primeiro filme, as maiores diferenças acabam por ser a nível de história, pois desta vez o filme não segue fielmente acontecimentos do livro. Existem muitas alterações, mas no final tudo faz sentido e parece ser ainda mais coerente do que a sua fonte, não deixando tantas questões. 


As personagens são bem-apresentadas e conseguem rapidamente a nossa empatia. Jason Clarke é o ator que se destaca no papel do protagonista. Penso que, ao contrário do filme de 1989, este transmite uma maior dor e tristeza no seu papel, o que faz com que entendamos melhor os seus atos. A meu ver, o protagonista do filme antigo parece ser um bocado tonto e as suas emoções são mal transmitidas. Por sua vez, algo que não me agradou tanto como no outro filme foi a história da irmã doente da sua mulher. Talvez por não parecer tão monstruosa e mais realista não assusta tanto. Ainda assim, esta é uma parte da história que, por mim, é bastante dispensável - pelo menos nos filmes. 

A nível de terror, grande parte do terror existente é derivado do suspense e por os cenários serem muito escuros, pelo que nunca sabemos bem o que esperar. Existem muitas tentativas de jumpscares, mas são básicas e, novamente, já tinham sido apresentadas no trailer: a cena do camião em alta velocidade a passar na estrada, mas repetida várias vezes. 


O resultado deste Samitério de Animais é um remake fresco, mais moderno e bem conseguido, com grandes interpretações por parte dos atores. Apesar de a história ter sido alterada, manteve-se bastante coerente e interessante. Apenas lamento que a publicidade tenha mostrado mais do filme do que era necessário. Infelizmente, ultimamente os trailers tornaram-se demasiado reveladores do conteúdo dos filmes.

8/10 ⭐
SOBRE A AUTORA

Estudante de Cultura e Comunicação, com uma grande admiração pela sétima arte. Vejo filmes desde criança e sempre tive um gosto especial pelas animações e grandes clássicos. A criação deste espaço foi a solução para ligar este meu interesse à escrita, da qual também tanto gosto!

10 comentários:

  1. Não li o livro e ainda bem que avisas, que assim não vejo o trailer para a surpresa quando ver o filme ser maior! :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo o melhor! Depois diz se gostaste do filme! 😄

      Eliminar
  2. Aqui há gato, bem o vejo na imagem. Especado no meio daquela estrada. Há quem diga que gato preto dá azar. Mas como esse é de outra cor. Só espero que não tenha sido esmagado por algum carro que por lá tenha passado sem que o gato tivesse tido tempo de se desviar!

    Bom fim de semana cara amiga virtual, Joana Grilo.

    ResponderEliminar
  3. Não sei se chegarei a ver o filme, mas vou reter este aviso, porque é sempre mais entusiasmante quando o essencial não é revelado.
    Mais uma excelente análise, parabéns!

    ResponderEliminar
  4. Às vezes, também sinto isso, de que os trailers nos dão informação a mais. Vou seguir o teu conselho, estou curiosa com este :)

    ResponderEliminar
  5. Adorei ler a tua opinião, mas acho que não consigo ver este tipo de filmes! Aliás, tenho o livro, já bem antigo, e nunca peguei nele haha Sou um pouco "medricas" com filmes de terror xD

    https://aritateixeira.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, eu cá adorava ter o livro numa edição das mais antigas, mas já é quase possível encontrar, então terei de me contentar com a nova edição! 😅

      Eliminar