sexta-feira, 17 de maio de 2019

Dez animes que aconselhamos!

Este fim de semana decorre na FIL (Lisboa) um dos maiores festivais ligados à cultura japonesa, essencialmente ao anime, o Iberanime. Decidimos aproveitar a oportunidade para reunir aqui, numa publicação feita em conjunto, animes que de uma maneira ou de outra nos marcaram e que recomendamos!

Certamente vão perceber quais foram as escolhas de cada um, mas, caso não entendam, os primeiros cinco, marcados a vermelho, são escolha do Diogo e os restantes, a roxo, são da Joana. Ora, então, cá vai!

NEON GENESIS EVANGELION


Evangelion é um anime difícil de explicar, principalmente por palavras, pois facilmente consegue ir de oito a oitenta e, prestes a chegar a esse oitenta, dá uma volta de 360º ao expectador, deixando-o completamente à nora com os inexplicáveis eventos que vão acontecendo, principalmente após a segunda metade. 

Mas, por poucas palavras, a história passa-se em 2015, e seguimos a narrativa pelos olhos do jovem personagem Shinji Ikari. A Terra é invadida por seres ainda agora desconhecidos, mas chamados de Anjos, e a única maneira de os derrotar é se Shinji e um outro pequeno grupo de crianças entrar numas “máquinas” chamadas de Eva, sendo estes a única salvação para a humanidade.

Sim, ao ler isto Evangelion parece apenas uma típica série com mechas e com lutas a torto e a direito. Mas não o é. Isso é apenas a capa do livro, pois a nível de conteúdo… Bem, dava para longas horas de discussão. Eu próprio não gosto de ir em demasiados detalhes quando falo de Evangelion, pois gosto de salvar o fator surpresa e a montanha russa de emoções que esta série pode trazer ao expectador. Controverso na altura, ainda mais controverso agora. 


DRAGON BALL
Original, Z (Kai) e Super (o que é GT?)


O que é preciso dizer sobre este anime que ainda não foi dito? Dragon Ball é literalmente o anime que se espalhou mundialmente e popularizou o género melhor do que qualquer outro que tivesse aparecido após o sucesso que ainda hoje é visível. 

Para os incultos como a Joana, Dragon Ball foca-se em Son Goku, uma criança energética e com uma cauda de macaco, e as suas aventuras para encontrar as Bolas de Cristal, que são capazes de concretizar qualquer desejo, ou para enfrentar adversários que são sempre cada vez mais fortes após cada batalha. 

Sim, é um resumo muito pequeno para um anime que já conta com mais de quinhentos episódios, mas foi assim que a história começou: com uma história pequena num mundo que, após cada episódio, se torna maior, tanto para o herói como para o expectador, especialmente agora que no Super foram introduzidos mais onze Universos para além do nosso, dando lugar a mais longas aventuras. A série de momento está em hiatos e não se sabe quando irá voltar, por isso, para quem não viu ainda, ponham as mãos à obra! 


COWBOY BEBOP


Mais um anime que popularizou o género, mais especificamente nos EUA. Cowboy Bebop já é um clássico dos anos 90 e é considerado o melhor anime de todos os tempos. 

Bebop é o nome da nave que transporta uma equipa de bounty hunters, todos eles com personalidades diferentes e com passados que ainda os atormentam e, sem saberem, precisam uns dos outros para os resolverem e, finalmente, encontrarem a paz que tanto anseiam.

Com uma animação ainda hoje soberba, principalmente graças à fluidez da mesma, e uma banda sonora repleta de jazz que fica no ouvido muito tempo depois de ser visto, Cowboy Bebop é um anime que, mesmo quem não aprecia o género, consegue encontrar algum gosto em ver. Seja pela intriga de cada personagem ou apenas pelo deslumbre visual que faz parecer um film noir futurista, é um anime que pelo menos toda a gente devia ver uma vez. 


FULLMETAL ALCHEMIST: BROTHERHOOD


Mais um que ficou para a história como o melhor anime de sempre, e como prova disso este encontra-se em 24º no top 250 de séries do IMDb, sendo o anime mais bem classificado do site, oito lugares acima de Cowboy Bebop

Passando-se numa espécie de passado alternativo ao nosso, a história emocional segue os irmãos Edward e Alphonse Elric, num mundo onde os humanos, pelo menos os mais ágeis, conseguem utilizar a alquimia, enquanto estes procuram a mítica Pedra Filosofal, de maneira a desfazer o taboo que cometeram na sua infância. Mas, nessa busca, descobrem muito mais que uma simples Pedra, descobrindo também vários segredos já em tempos anciões cobertos, intensificando por completo a trama. 

Honestamente, não há outro anime que seja tão perfeito para se começar a ver senão este. É simplesmente incrível. Tem uma história que qualquer um consegue seguir, personagens que são facilmente chegadas a nós, tornando até mesmo os vilões carismáticos, e tendo vários momentos chocantes, tanto de revelação como de apenas brilhante animação, Fullmetal Alchemist: Brotherhood merece todo o devido respeito que tem vindo a receber desde o momento em que acabou. 


GOLDEN BOY


Pronto, tinha de estragar uma lista perfeita com alguma coisa, não é? Porque não com um favorito meu que pouca gente ouviu falar? 

Kintaro Oe é o protagonista. É um jovem excêntrico que até tira Direito, mas farto dessa vida decide pegar na sua bicicleta e procurar outros estilos de vida, tentando encontrar outros empregos de maneira a experienciar outras coisas e, talvez, encontrar o amor da sua vida!

É fácil para nós colocarmo-nos nos pés de Kintaro, pois provavelmente sentimo-nos todos dessa maneira ao longo da nossa vida, principalmente quando esta se torna num grande ciclo repetitivo. No entanto, para um anime de apenas seis episódios, Golden Boy consegue ser bastante original e ter momentos de comédia genuína que prometem deixar marca no expectador. Deixou em mim desde o momento em que o vi, lá para 2003, e ainda hoje deixa, pois é um anime que digo sempre para ver, especialmente dobrado em inglês, onde fica tudo “up to eleven”!


SAILOR MOON


Quando eu era pequena, se havia algo que era completamente capaz de me agarrar ao ecrã era Sailor Moon. Achava a animação encantadora, pois é bastante colorida, de modo a transmitir na perfeição toda a magia que envolve as personagens. 

A série chegou a Portugal em 1994 e anos mais tarde passou em canais como a TVI e o Canal Panda. Ou seja, é uma daquelas séries que certamente trazem muita nostalgia a todos os que a viram quando eram pequenos. 

Muito resumidamente, a série acompanha Usagi Tsukino, uma estudante de catorze anos que, depois de ter encontrado uma gata, descobre que é uma guerreira mágica e que tem habilidades especiais, transformando-se, então, na Sailor Moon. Como ela, existem outras guerreiras, que estão destinadas a enfrentar as forças do mal e proteger o planeta Terra. 


THE PROMISED NEVERLAND


Já aqui referimos este anime uma vez e penso que a esta altura já pode ser considerado um dos animes do ano. Neste momento, encontra-se em pausa, mas já foi anunciada uma segunda temporada! 

A trama acompanha as crianças de um lar de órfãos que vivem afastadas do resto do mundo com a ama Isabella, que não os permite chegarem-se perto dos portões que, segundo ela, levam ao exterior da propriedade em que residem. Certo dia, uma das crianças é adotada, mas deixa para trás o seu fiel coelhinho de peluche, o que leva Emma e Norman (duas das crianças do lar) a ir atrás dela e de Isabella para entregarem o peluche. No entanto, o que descobrem muda as suas opiniões sobre aquele lugar para sempre, ao ponto de só quererem fugir dali. 

Um dos grandes destaques deste filme são os três protagonistas, Emma, Norman e Ray. Mas, para além deles, o tom de suspense que a série tem é também muito interessante e leva-nos a sentir uma enorme necessidade de continuar a ver para descobrir o que vai acontecer. 


ANOTHER


Os motivos que me levaram a ver este anime são um tanto sinistros, mas o próprio anime também acaba por o ser. Quando eu andava na escola secundária, uma colega minha tinha pavor a chapéus-de-chuva e quando lhe perguntei o porquê ela explicou-me que era por causa de Another, então eu quis perceber como é que uma série lhe tinha dado esse medo, no mínimo peculiar… 

Composta por apenas treze episódios (acho que o próprio número era um sinal), a série apresenta-nos um jovem chamado Koichi Sakakibara, que é transferido para uma nova escola onde se encontra envolvido num mistério relacionado com uma rapariga sinistra. E mais não digo, para não tirar o suspense à coisa!


SAKURA, A CAÇADORA DE CARTAS


Eu diria que este anime não foge muito ao estilo de Sailor Moon, motivo pelo qual também me entretive a vê-lo quando era criança. 

A história apresenta-nos Sakura, uma criança de dez anos, que abre um livro misterioso de onde saem cinquenta cartas mágicas que são levadas por uma ventania causada pela carta do Vento. Desse livro surge o Guardião das Cartas, que lhe dá a função de capturá-las de novo, tornando-se assim na caçadora de cartas. 


DIGIMON


Muitos consideram Digimon uma espécie de cópia de Pokémon, mas, apesar de não o ser, tenho de admitir que sempre achei mais piada a Digimon, ao ponto de na altura ter figurinhas das personagens que me proporcionavam longas horas de brincadeira. 

A série, baseada no popular brinquedo Digimon (que, por sua vez, foi inspirado nos Tamagotchi – que saudades, não é?), apresenta-nos um grupo de crianças escolhidas que através dos seus Digivices encontram parceiros num mundo completamente digital, e esses parceiros são criaturas chamadas Digimon, que são capazes de Digivoluir sempre que os seus amigos precisam de ajuda. E, basicamente é isso, vemos a evolução das crianças e o modo como estas aprendem a lidar com os desafios que vão surgindo, uns de maneira a voltar para casa, outros de maneira a enfrentar assuntos mais pessoais. 

Deste anime em específico gostaríamos de sugerir as três primeiras temporadas, mais especificamente a terceira por ser a mais madura e favorita até pelos fãs, pois a partir daí as histórias já começam a cair em decline. Saíram ainda recentemente uma série de filmes que servem de sequelas às duas primeiras séries, revisitando as personagens originais.


MENÇÕES HONROSAS

Para terminar, chegou o momento das Menções Honrosas, pois não tínhamos espaço para tudo aquilo que gostaríamos de sugerir!
  • Attack on Titan
  • Berserk (1998)
  • Death Note
  • Escaflowne
  • FLCL
  • Fullmetal Alchemist (2003)
  • Ghost in the Shell – Stand Alone Complex
  • Gurren Lagann
  • Hunter x Hunter
  • Jojo's Bizarre Adventure.
  • Kill La Kill
  • Kochikame
  • Mob Psycho 100
  • One Piece
  • One Punch Man
  • Paranoia Agent
  • Samurai Champloo
  • Serial Experiments Lain
  • Steins; Gate
  • Trigun
  • Yu-Gi-Oh! (Original, GX e 5Ds)

Gostaram das nossas sugestões? Já viram algum destes animes? 😄
SOBRE O AUTOR

Apreciador e colecionador de jogos e, principalmente, filmes desde a minha infância, possivelmente tendo começado o louvor de cinéfilo depois de repetir quinhentas vezes a VHS alugada no Videorama do filme Spider-Man (2002) de Sam Raimi.

6 comentários:

  1. Animes são tão legais ♥
    Eu adoro Sakura, quando criança assistia sempre.
    Esses tempos comecei a ver One Piece, mas tem muitoooos episódios haha!
    Eu adoro a cultura japonesa e esses eventos, aqui onde eu moro sempre tem.

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu nunca vi "One Piece", precisamente por já ter demasiados episódios... 😅

      Eliminar
  2. A Sailor Moon, a Sakura e os Digimon fizeram parte da minha infância. De vez em quando, lá vou rever um episódio ou outro na internet. Desfrutem do Iberanime!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, e é tão bom rever! Especialmente quando os episódios dobrados em português estão online! Muita nostalgia! 💜

      Obrigada, Rúben! 😊

      Eliminar
  3. Nunca vi e confesso que animes não é muito a minha cena :p
    O meu namorado ainda tenta explicar-me e fazer-me ver uns, mas é algo que não me convence mesmo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar