segunda-feira, 8 de julho de 2019

"The Neverending Story" (1984) a rebobinar

Se já viram a nova temporada de Stranger Things, certamente o último episódio deixou-vos com vontade de ver ou rever um determinado filme de 1984. Refiro-me a The Neverending Story (ou História Interminável em Portugal), um clássico intemporal. E caso nunca tenham visto o filme, acredito que pelo menos conhecem o tema de abertura e encerramento, com o mesmo nome, que é o que ouvimos no episódio final de Stranger Things. Aproveitando, então, esta onda, decidi trazer um rebobinar especial sobre este filme, de modo a recordá-lo um pouco! 


Realizado por Wolfgang Petersen e baseado no livro Die Unendliche Geschichte de Michael Ende, a trama apresenta um rapazinho chamado Bastian que é vítima de bullying por parte de uns colegas da escola. É, certo dia, quando este está a fugir que se abriga numa livraria, onde conhece um homem que se encontra a ler um livro chamado Uma História Interminável. Bastian leva o livro, deixando um recado a informar que o devolve mais tarde. Depois refugia-se no sótão e começa a ler o livro… Até entrar na própria narrativa e viajar para Fantásia, uma terra que está a desaparecer, a ser consumida pelo Nada. Apenas Atreyu, um jovem guerreiro, será capaz de salvar Fantásia, mas para isso precisa que o próprio leitor confie nele. 

Esta é uma história cheia de fantasia que se une à realidade, levando um pequeno rapaz a acreditar nos seus sonhos. É curioso ver o modo como a literatura apresenta aqui uma importância especial, pois, tal como Bastian afirma no início, esta é capaz de nos levar a viajar para outros mundos ou de nos tornar em alguém diferente. A certo momento da narrativa, Bastian acompanha Atreyu e vive todas as suas emoções (especialmente na sequência do Pântano das Tristezas) – e no final da trama isso revela-se muito importante. 


O estilo de fantasia que aqui vivemos não pode ser propriamente considerado um conto de fadas. Na verdade, até é uma fantasia bastante negra, onde vemos um local a ser destruído aos poucos e uma população a entrar em pânico por não acreditarem mais na possibilidade de sobreviver. Para além disso, a própria aparência das criaturas é um pouco bizarra, mas contrastante com a da Imperatriz, ou até mesmo com o ar sereno de Falkor – que parece confiar ao máximo nas capacidades de Atreyu, tal como o próprio leitor deve fazer. 

A história é intercalada entre a realidade e a “ficção”, mostrando o que vai acontecendo no próprio livro que Bastian está a ler, mas não esquecendo de mostrar as próprias reações do rapaz, à medida que este se vai entranhando cada vez mais na terra de Fantásia. É impossível que a determinado momento não nos comecemos a identificar com Bastian, pois qualquer leitor assíduo vai admirar esta história pela sua capacidade de mostrar o poder de um livro bem escrito. 


A acrescentar uma tonalidade ainda mais fantástica ao filme, temos uma banda sonora inesquecível, não só pelo próprio tema dos créditos, a famosa música “The Neverending Story”, mas também pelos belos acordes de Klaus Doldinger e Giorgio Moroder, encaixados na perfeição em cada momento. O filme tem muitas sequências de suspense e outras com uma enorme carga dramática e é aí que a banda sonora melhor se faz soar. 

Como afirmei no início, considero que este é um clássico intemporal. É um daqueles filmes que nos fazem sonhar e, apesar de nos apresentar um mundo ligado à fantasia, consegue ser muito real. A história é muito fluída e as personagens são carismáticas e inesquecíveis. Vale muito a pena ver ou rever!
SOBRE A AUTORA

Estudante de Cultura e Comunicação, com uma grande admiração pela sétima arte. Vejo filmes desde criança e sempre tive um gosto especial pelas animações. Vi na criação deste espaço o local ideal para ligar este meu interesse à escrita, da qual também tanto gosto.

10 comentários:

  1. so amazing!
    luxhairshop sew in weave homecoming
    Love your blog, thank you for sharing.
    (づ ̄3 ̄)づ╭❤~

    ResponderEliminar
  2. obrigado, querida :D

    não conhecia, mas achei bem interessante!

    NEW REVIEW POST | NYX: BARE WITH ME FOUNDATION. WAKE UP AND MAKE UP :O
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  3. Mais que do filme, lembro-me bem da música.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Acreditas que nunca vi esse filme por inteiro? Que vergonha! Quanto a stranger things, estou a 2 episódios do fim. :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aposto que vais ficar cheia de vontade de ver o filme depois de veres o último episódio de "Stranger Things"! 😜

      Eliminar
  5. Olá Joana,

    Obrigada pela visita!

    Eu estou neste momento a ver o 3º episódio de Stanger Things....adoro!

    Quanto a este filme, faz parte da minha vida mesmo! Foi o primeiro filme que vi no cinema, com pessoas a contracenar. Devia ter uns 10 ou 11 anos e anteriormente só tinha visto filmes de desenhos animados :)

    Beijinho e continuação de uma boa semana
    https://demantanosofa.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A nova temporada está excelente! 💓
      Fico feliz por saber isso! Eu acho que é um filme muito bonito! 😊

      Eliminar