sábado, 21 de setembro de 2019

Sugestões em honra de Stephen King

Já por várias vezes referimos aqui o nome Stephen King, nomeadamente em análises de filmes inspirados nos seus livros que vão estreando, como foi o caso recente de Samitério de Animais e It. Ora, hoje referimos, de um certo modo, também para falar sobre filmes inspirados em livros seus, mas desta vez temos um motivo específico: Stephen King celebra hoje 72 anos e já conta com mais de 40 de carreira! Claro que o aniversário do grande mestre do horror não nos podia passar ao lado. Por isso, decidimos trazer para aqui cinco sugestões de filmes inspirados na sua obra literária! 


1. Misery – O Capítulo Final (1990)

Este filme realizado por Rob Reiner é bastante fiel ao livro de King e conta com prestações realmente muito cativantes. Com James Caan e Kathy Bates nos papéis principais, o filme, seguindo a narrativa original, começa com o protagonista Paul Sheldon a ter um acidente de viação, depois de ter terminado o seu novo livro. Este é encontrado por Annie Wilkes, uma mulher que diz que é a sua fã número um. Annie era uma antiga enfermeira e ao início até parece ser uma pessoa simpática, mas com o passar dos dias transforma-se numa autêntica psicopata, capaz de fazer coisas inimagináveis ao escritor para conseguir que este ressuscite a sua personagem favorita, Misery. A atenção dada a pequenos pormenores no filme é interessante. Por exemplo, até um pequeno pinguim de porcelana que é referido no livro aqui aparece. É caso para dizer que a mente de Stephen King saltou diretamente para o ecrã! 


2. Carrie (1976) 

Carrie foi o primeiro livro de Stephen King a ser publicado (em 1974), por incentivo da sua mulher Tabitha, e também o primeiro a ter uma adaptação cinematográfica (em 1976) pelas mãos de Brian de Palma. Carrie White, a famosa protagonista excelentemente interpretada por Sissi Spacek no filme, é uma adolescente estranha que vive com a sua mãe, uma fanática religiosa louca que a maltrata para que esta siga as suas crenças, e que é humilhada na escola. No entanto, Carrie é diferente, ainda que ninguém o saiba: tem poderes telecinéticos, por isso quando fica nervosa começam a acontecer coisas muito más. E Carrie está sempre nervosa! 


3. Stand by Me (1986) 

Aqui temos mais um filme realizado por Rob Reiner. Stand By Me é inspirado num conto de Stephen King (Conta Comigo) que se encontra na coletânea Estações Diferentes, publicada em 1982. Tanto no livro como no filme, somos apresentados a quatro rapazes que se aventuram nos bosques e a sua viagem acaba por tornar-se num ritual de passagem da infância à maturidade, e de perda da inocência. 


4. Os Condenados de Shawshank (1994) 

Continuando a pegar nos contos de King, este filme é baseado em Rita Hayworth and Shawshank Redemption que também se encontra na coletânea Estações Diferentes. O filme é um autêntico grito à liberdade e à vida. Realizado por Frank Darabont e protagonizado por Morgan Freeman e Tim Robbins, foi extremamente bem recebido pela crítica quando foi lançado e atualmente continua a ter um grande impacto cultural, sendo há anos o filme melhor classificado no site IMDb (neste momento com uma classificação de 9,3/10). 


5. Cemitério Vivo (1989)

Em 1983, Stephen King publicou Pet Sematary, que viria a tornar-se num dos seus melhores livros e também um dos mais vendidos. A história diferente sobre um lugar capaz de ressuscitar os mortos certamente marcou Mary Lambert, que em 1989 realizou um filme bastante fiel à obra original. Ainda que não tenha sido bem recebido pela crítica, foi bem recebido pelos fãs, até porque apresenta momentos bastante icónicos. O próprio Stephen King, como por várias vezes acontece, tem um cameo no filme - que é o da imagem que inicia este artigo! 


Falar sobre apenas cinco filmes baseados na obra de Stephen King é pouco e esse foi o motivo pelo qual não incluí aqui alguns filmes sobre os quais já falámos na Companhia Cinéfila, como é o caso de It (ainda só falámos dos recentes, é verdade, mas em breve falaremos também da minissérie de 1990) ou The Shining (1980), o famoso filme que não agradou a King pelo modo como a sua personagem Wendy Torrance foi apresentada. A carreira de King é longa e o que não falta são adaptações cinematográficas, que certamente vamos explorar noutros artigos. Por agora, ficam aqui os nossos votos de parabéns ao mestre e estas sugestões para vocês! 🎈
SOBRE A AUTORA

Estudante de Cultura e Comunicação, com uma grande admiração pela sétima arte. Vejo filmes desde criança e sempre tive um gosto especial pelas animações e grandes clássicos. A criação deste espaço foi a solução para ligar este meu interesse à escrita, da qual também tanto gosto!

2 comentários:

  1. Tenho adiado a minha estreia neste autor, embora me desperte imensa curiosidade.
    Que excelente maneira de celebrar o seu aniversário :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, fica a minha recomendação! Eu agora estou a ler um livro recente dele chamado "O Intruso". Estou a gostar imenso!

      Eliminar