quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

"O Último Grande Herói" (1993) a rebobinar

Todos os sábados, a Cinemateca Júnior leva ao grande ecrã alguns filmes que se tornaram clássicos e outros que não sendo tão conhecidos merecem ser partilhados. No início deste mês, foi a vez de Last Action Hero (1993) – O Último Grande Herói em português – ser projetado. O filme realizado por John McTiernan pode não ser muito conhecido do público, mas apresenta um argumento sólido que é único! 


O filme começa por apresentar Danny Madigan, um rapaz que é o maior fã de Jack Slater, uma personagem de filmes de ação tipicamente americanos. Quando o último filme de Slater estreia, o melhor amigo de Danny, que por acaso é quem faz a projeção no cinema, oferece-lhe um bilhete que revela ser mágico e, por acidente, Danny acaba por ser levado para o interior da tela, para o meio da ação do filme, conhecendo, assim, o seu grande herói. Só que, claro, também há vilões e Danny acaba por ver-se numa situação complicada, que é rapidamente transportada para o mundo real. Danny e Slater têm, assim, de impedir que os maus da fita levem a melhor! 

Este é caso para dizer que o jovem protagonista “entrou no filme” e viveu as emoções do cinema ao máximo. Na verdade, não só vive as emoções da ação deste filme em concreto, como passa por cenários de outros como o E.T.: O Extraterrestre (1982) e conhece personagens como a famosa morte de O Sétimo Selo (1957) de Ingmar Bergman, neste caso interpretada por Ian McKellen, o que só por aí já é icónico.

Este é um filme que sabe brincar com o Cinema e vai buscar referências conhecidas do grande público, mas traz também curiosidades para a tela. Sabiam que Stallone quase protagonizou O Exterminador Implacável? Isto é relembrado no filme, quando Danny tenta convencer Slater de que é o Arnold Schwarzenegger, que protagonizou O Exterminador Implacável. Só que nesse momento, aparece um poster do dito filme em que em vez de Schwarzenegger temos Stallone!


Arnold Schwarzenegger interpreta aqui um papel um pouco diferente daquilo a que nos habituou. Depois do seu sucesso em filmes como Conan e os Bárbaros (1982), O Exterminador Implacável (1984) e Predador (1987), o ator parecia estar destinado a manter a figura que ajustou a esses registos, mas o que apresenta em Last Action Hero é cómico, o que levou a um momento memorável em que este ri como um maníaco. Entretanto, depois voltou a fazer papéis como este, mas dificilmente serão os primeiros de que nos recordamos quando ouvimos o seu nome. 

Last Action Hero torna-se numa comédia que vista aos olhos de hoje ganha novos significados. Pode parecer um pouco antiquada em alguns momentos, mas não perde o seu tom de graça e entrega umas horas bem passadas, a celebrar muitos ícones no Cinema, enquanto nos diverte com uma trama cheia de ação!
QUEM ESCREVEU ESTE ARTIGO?

Um grilo falante que lê livros, vê filmes e coleciona figuras e outras tralhas. Tenho um grande gosto pelos grandes clássicos e pelas animações. Na minha lista de longa-metragens favoritas estão E Tudo o Vento Levou (1939), Cinema Paradiso (1988), Forrest Gump (1994) e La La Land (2016).

Sem comentários:

Publicar um comentário