segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Arranca hoje a 14ª edição do MOTELX!

Depois dos três dias do habitual Warm-up, começa esta segunda-feira no Cinema São Jorge mais uma edição do MOTELX – Festival de Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, com mais de setenta sessões, espalhadas por oito dias (entre 7 e 14 de Setembro), que mostrarão o melhor do género, com filmes vindos de vários cantos do mundo. Um dos maiores destaques da edição deste ano é a estreia do muito aguardado Antebellum, realizado por Gerard Bush e Christopher Renz, que surge nos passos do terror de Jordan Peele – realizador de Foge (2017) e Nós (2019). Protagonizado por Janelle Monáe, este é descrito como um “thriller social alegórico” e faz um comentário sobre o estado das relações raciais na América e os fantasmas do seu passado esclavagista. Esta foi a última sessão a ser anunciada no programa, que este ano dá destaque à relação entre o cinema de terror e o racismo, juntando-se ao movimento Black Lives Matter.

Antebellum - A Escolhida (2020)

Ainda que sendo uma estreia, este filme poderia inserir-se perfeitamente no ciclo de retrospetiva Pesadelo Americano: O Racismo e o Cinema de Terror, que traz uma selecção de sete filmes cujo tema principal é o racismo nos EUA. No entanto, em todos os filmes que vão ser apresentados é possível acordar desse pesadelo. Do idealismo de The Intruder à análise crítica de Ganja & Hess e White Dog; da catarse de The People Under the Stairs e Tales from the Hood ao épico Candyman, terminando com o aclamado Foge.

Este ano, a abertura do festival dá-se hoje com a projeção de Malasaña 32 (ou, em português, O 3º Andar: Terror na Rua Malasaña), filme espanhol realizado por Albert Pintó que traz uma história paranormal sobre uma família que troca a aldeia por um apartamento em Madrid e descobre que não está sozinha. Fora do MOTELX, tem estreia marcada para 10 de Setembro. Já na sessão de encerramento (a 13 de Setembro), será exibido The Rental, slasher de Dave Franco, o irmão de James Franco (que é fã do festival e esteve presente em 2018), sobre uma estadia num alojamento local que corre mal. The Rental, fora do festival, também tem estreia marcada nas salas de cinema, no dia 17 de Setembro. 

Saint Maud (2019)

A secção Serviço de Quarto regressa com as últimas novidades do Cinema de Terror e traz duas estreias mundiais. Os fãs do MOTELX serão os primeiros a ver o japonês A Beast in Love, de Koji Shiraishi, e o argentino History of the Occult, de Cristian Jesús Ponce, e ainda a estreia europeia de dois filmes americanos: Sanzaru, conto gótico de Xia Magnus, e Scare Me, comédia de terror metaficcional de Josh Ruben. 

Numa selecção com filmes dos cinco continentes, há lugar para o terror de subtexto político da Turquia (AV: The Hunt) e da Guatemala (La Llorona), misticismo folk da remota Iacútia, a zona habitada mais fria do planeta (Ich-Chi), um road movie em ácidos vindo da África do Sul (Fried Barry) e uma história macabra do Brasil (Macabro), entre muitos outros. 

Em 2020 há sete filmes em competição pelo Prémio MOTELX - Melhor Longa de Terror Europeia/Méliès d’argent: Advantages of Travelling by Train, de Aritz Moreno (Espanha); Amulet, de Romola Garai (Reino Unido); Darkness, de Emanuela Rossi (Itália); Hunted, de Vincent Paronnaud (Irlanda/Bélgica); Pelican Blood, de Katrin Gebbe (Alemanha); Sputnik, de Egor Abramenko (Rússia); e Stranger, de Dmitriy Tomashpolski (Ucrânia).


Para terminar, é ainda importante reforçar as medidas de segurança adotadas pelo evento. 
  • Salas com lotação reduzida e espaçamento entre lugares;
  • Limpeza reforçada e regulada nos espaços comuns;
  • Higienização das salas entre cada sessão;
  • Uso obrigatório de máscara nas sessões e em espaços fechados; 
  • Disponibilização de gel desinfectante por todo o Cinema São Jorge;
  • Circuitos diferenciados de entrada e saída das sessões;
  • Bilheteiras organizadas de forma a evitar a formação de filas e equipadas com barreiras de protecção;
  • Não é permitida a entrada nas salas após o início da sessão;

Para  mais informações basta clicar aqui. Os bilhetes para as sessões encontram-se à venda na Ticketline e também no Cinema São Jorge.
QUEM ESCREVEU ESTE ARTIGO?

Um grilo falante que lê livros, vê filmes e coleciona figuras e outras tralhas. Tenho um grande gosto pelos grandes clássicos e pelas animações. Na minha lista de longa-metragens favoritas estão E Tudo o Vento Levou (1939), Cinema Paradiso (1988), Forrest Gump (1994) e La La Land (2016).

Sem comentários:

Publicar um comentário