segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Começa amanhã a MONSTRA ao Vivo!

Inicia-se amanhã uma edição muito especial da MONSTRA - Festival de Animação de Lisboa que pretende celebrar os seus vinte anos, ao vivo, de modo presencial. Depois de uma alternativa segura em Maio, em que o festival passou para o mundo digital, num evento onde foram escolhidas as melhores curtas-metragens, chega agora a vez de ver os filmes no grande ecrã, com sessões diárias no Cinema City Alvalade.

A Famosa Invasão da Sícilia pelos Ursos de Lorenzo Mattoti

A sessão de abertura será a única a ter lugar no Cinema São Jorge e decorre já amanhã, às 21:30h. Serão exibidos os vencedores da MONSTRA em Casa, do prémio SPA / Vasco Granja: os filmes Tio Tomás, a Contabilidade dos Dias de Regina Pessoa e Purpleboy de Alexandre Siqueira. Também nesta sessão haverá estreias mundiais, com as curta-metragens The Monkey de Lorenzo Degl’Innocenti e Xosé Zapata, Setembro de Ricardo Mata, Katalog of Flaws de Marv Newland e The One-Minute Memoir de Joan Gratz. 

O maior destaque da MONSTRA ao Vivo é a Competição de Longas-Metragens, que vai apresentar sete filmes internacionais, com sessões no Cinema City Alvalade, que serão repetidas de modo a dar a oportunidade a mais pessoas de assistir aos filmes. As Andorinhas de Kabul de Zabou Breitman e Eléa Gobbé-Mévellec, A Viagem do Príncipe de Jean-François Laguionie, Surfa a Tua Onda de Masaaki Yuasa, Buñuel no Labirinto das Tartarugas de Salvador Simó, A Fantástica Viagem de Marona de Anca Damian, A Famosa Invasão da Sícilia pelos Ursos de Lorenzo Mattoti e, por fim, Louis e Luca: a Viagem à Lua de Rasmus Sivertsen são as longas em competição. 

A Viagem do Príncipe de Jean-François Laguionie

Para celebrar os vinte anos do festival, haverá a exibição de alguns dos melhores filmes que por lá passaram desde a sua primeira edição em 2000. Entre eles encontram-se Canção do Mar de Tomm Moore, April e o Mundo Extraordinário de Jacques-Remy Girerd e Benoît Chieux, O Rapaz Fantasma de Alain Gagnol e Jean-Loup Felicioli, A Ganha-Pão de Nora Twomey e Uma Noite numa Cidade de Jan Balei. 

Há ainda lugar para, na Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema, relembrar alguns filmes históricos, como é o caso de O Rei e o Pássaro de Paul Grimault, As Aventuras Secretas de Tom Thumb de Dave Borthwick, Krysar – O Flautista de Hamelin de Jiri Barta, O Bom Soldado Schweik de Jirí Trnka e O Romance da Raposa de Ladislas e Irene Starevich. 

A MONSTRA vai espalhar Animação por Lisboa a partir de amanhã e até ao dia 10 de Outubro. Para consulta da programação completa e dos horários, basta clicar aqui.
QUEM ESCREVEU ESTE ARTIGO?

Um grilo falante que lê livros, vê filmes e coleciona figuras e outras tralhas. Tenho um grande gosto pelos grandes clássicos e pelas animações. Na minha lista de longa-metragens favoritas estão E Tudo o Vento Levou (1939), Cinema Paradiso (1988), Forrest Gump (1994) e La La Land (2016).

Sem comentários:

Publicar um comentário