domingo, 18 de outubro de 2020

A Festa do Cinema Italiano regressa em Novembro

Depois de ter sido adiada devido à pandemia, a 13.ª Festa do Cinema Italiano vai realizar-se em Lisboa entre os dias 4 e 12 de Novembro, no Cinema São Jorge (com as sessões de abertura e de encerramento), no UCI El Corte Inglés e na Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema, onde serão exibidos os filmes da retrospetiva dedicada a Federico Fellini ao longo de todo o mês de Novembro.

Pinóquio de Matteo Garrone será o filme exibido na sessão de abertura.

Para além de Lisboa, a Festa do Cinema Italiano realiza-se noutras cidades do país: em Cascais (5 a 8 de Novembro, n’O Cinema da Villa), Porto (5 a 12 Novembro, no Cinema Trindade), Setúbal (5 a 8 de Novembro, no Cinema Charlot), Alverca do Ribatejo (6 a 7 de Novembro, no Teatro-Estúdio Ildefonso Valério), Penafiel (7 a 8 de Novembro, no Cinemax), Aveiro (10 e 12 de Novembro, no Teatro Aveirense), Coimbra (10 a 12 de Novembro, no TAGV), Beja (10 a 12 novembro, no Pax Julia Auditório Municipal), Caldas da Rainha (11 a 13 de Novembro, no CCC), Loulé (13 a 15 novembro, no Auditório do Solar da Música Nova), Viseu (17 a 20 de Novembro, no Auditório IPDJ), Tomar (17 a 21 de Novembro, no Auditório Biblioteca Municipal Dr. António Cartaxo da Fonseca), Almada (25 a 29 de Novembro, no Auditório Fernando Lopes-Graça), Ponta Delgada (27 a 29 de Novembro, no Teatro Micaelense), seguindo depois para outras cidades a anunciar em breve. 

A sessão de abertura, no dia 4 de Novembro, no Cinema São Jorge, vai trazer, em antestreia portuguesa, um dos filmes mais esperados do ano, Pinocchio (Pinóquio), de Matteo Garrone, com Roberto Benigni. Considerado um dos realizadores mais interessantes do novo cinema italiano (Gomorra, Dogman, O Conto dos Contos), Matteo Garrone volta ao clássico da literatura infantil, mantendo as tintas sombrias do original livro de Carlo Collodi. 

Por sua vez, na sessão de encerramento, no dia 12 de Novembro, no Cinema São Jorge em Lisboa e no Cinema Trindade no Porto, haverá antestreia de Gli anni più belli (Às Coisas que nos Fazem Felizes), realizado por Gabriele Muccino, depois do sucesso de Cá por Casa Tudo Bem. Este é um filme sobre a amizade e o amor desenvolvido ao longo de várias décadas, lembrando as melhores obras de Ettore Scola e com grandes interpretações de Pierfrancesco Favino, Kim Rossi Stuart, Micaela Ramazzotti e Claudio Santamaria. 

La Dolce Vita será um dos filmes exibidos na retrospetiva Tutto Fellini.

Para além das sessões de abertura e encerramento, haverá mais antestreias. Momenti di trascurabile felicità, de Daniele Luchetti, apresenta-nos uma comédia que coloca a questão se numa hora e meia de filme teríamos tempo para aquilo que conta realmente: para estar com as pessoas que gostamos e apreciar as pequenas coisas da vida. Depois de A Rapariga no Nevoeiro, Donato Carrisi volta ao grande ecrã com L'uomo del labirinto (No Centro do Labirinto), baseado num dos seus bestsellers, O Homem do Labirinto. Figli (Manual de Sobrevivência para Pais), de Giuseppe Bonito é uma brilhante comédia sobre a dificuldade de um casal em aguentar o stress e as dificuldades que um bebé implica. Do Festival de Berlim, chega Favolacce dos irmãos Fábio e Damiano D’Innocenzo, um conto de fadas sombrio, cheio de tensão e desconforto sobre famílias que veem as suas esperanças e sonhos a caírem cedo demais. Por último, o filme Un Figlio de Nome Erasmus, uma comédia italiana filmada inteiramente em Portugal protagonizada pela jovem atriz Filipa Pinto, que estará presente na sessão. 

Este ano, o festival, em parceria com a Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema, homenageia o nascimento de Federico Fellini, através de uma retrospetiva integral do grande mestre do cinema italiano. Uma oportunidade única para ver a filmografia completa, desde os clássicos às obras inéditas como programas de televisão e o filme com Wes Anderson dedicado ao realizador italiano. O convidado de honra desta retrospetiva será o jornalista, realizador e assistente de Fellini, Gianfranco Angelucci, um dos mais respeitados especialistas e divulgadores da obra do mestre de Rimini. 

Também “A Grande Arte no Cinema”, o ciclo de filmes sobre a arte italiana e mundial, integra o festival através de um conjunto de títulos de grande interesse sobre a vida de artistas como Palladio, Bernini e Leonardo Da Vinci. Haverá ainda uma sessão especial no Cinemas Nimas com a exibição do filme Il peccato – Il furore di Michelangelo, de Andrei Konchalovsky, o último filme do realizador, que tem como protagonista o pintor e escultor Michelangelo. 

Os bilhetes para a sessão de abertura e de encerramento já estão à venda na Ticketline e no Cinema São Jorge a partir de 21 de Outubro. Todas as novidades e informações sobre a programação do festival podem ser acompanhadas no site e na página de Facebook.

QUEM ESCREVEU ESTE ARTIGO?

Um grilo falante que lê livros, vê filmes e coleciona figuras e outras tralhas. Tenho um grande gosto pelos grandes clássicos e pelas animações. Na minha lista de longa-metragens favoritas estão E Tudo o Vento Levou (1939), Cinema Paradiso (1988), Forrest Gump (1994) e La La Land (2016).

Sem comentários:

Publicar um comentário