quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Os vencedores da 14ª edição do LEFFEST

Foram ontem revelados os vencedores da Seleção Oficial - Em Competição da 14ª edição do Lisbon & Sintra Film Festival (LEFFEST). O júri, composto pelo escritor e realizador Peter Handke, pelo director da Cinemateca Francesa Frédéric Bonnaud, pela bailarina e coreógrafa Cecilia Bengolea, pelo cineasta e artista Gabriel Abrantes, e pelo curador de arte e escritor Neville Wakefield, atribui os prémios de Melhor Filme LEFFEST, Grande Prémio do Júri João Bénard da Costa e ainda o Prémio Especial do Júri


Na categoria de Melhor Filme LEFFEST, o vencedor foi The Disciple de Chaitanya Tamhane, filme indiano que já tinha sido destaque no Festival de Veneza e de Toronto. Aqui acompanhamos Sharad, que sonha seguir as pisadas do seu pai e dedicar-se às tradições centenárias da música clássica indiana. Sob os ensinamentos rígidos do seu mestre, ele estuda a arte da entoação e as diferentes variações melódicas do ofício. Mas no meio de uma Bombaim em rápida mudança, as técnicas clássicas são ameaçadas por novas formas de fazer música, e Sharad percebe que o seu sonho não é adequado à realidade do mundo actual. Esta é a segunda longa-metragem do realizador Chaitanya Tamhane e é uma reflexão melodiosa sobre o confronto entre tradição e modernidade, entre a necessidade de adaptação e a vontade de preservar. The Disciple será exibido novamente hoje às 19:30h no Cinema Medeia Nimas. 

O Grande Prémio do Júri João Bénard da Costa foi atribuído a The Best is Yet to Come de Jing Wang. Esta é uma longa-metragem que nos leva para a China em 2003, com uma sociedade inquieta e entusiasmada, onde todos estão ansiosos por provar o que valem. A Internet ainda não conquistou o mundo e estamos no reinado do jornal. Um exultante estagiário de jornalismo, Han Dong, decide alterar o destino de 100 milhões de pessoas com um único artigo. Inspirado num evento real, e através de uma abordagem que combina realismo crítico e ficção, o filme segue o modo como uma investigação jornalística conseguiu alterar uma legislação discriminatória a propósito de uma contaminação viral. The Best is Yet To Come é a primeira obra de Wang Jin, antigo assistente do realizador Jia Zhang-Ke, produtor deste filme. 

Por fim, o vencedor do Prémio Especial do Júri foi atribuído aos seguintes nomes emergentes pela extraordinária contribuição artística: Franz Rogowski pela sua interpretação em Undine, de Christian Petzold, Blanche Gardin pela sua interpretação em Apaga o Histórico, de Benoît Delépine e Gustave Kervern.
QUEM ESCREVEU ESTE ARTIGO?

Um grilo falante que lê livros, vê filmes e coleciona figuras e outras tralhas. Tenho um grande gosto pelos grandes clássicos e pelas animações. Na minha lista de longa-metragens favoritas estão E Tudo o Vento Levou (1939), Cinema Paradiso (1988), Forrest Gump (1994) e La La Land (2016).

Sem comentários:

Publicar um comentário