terça-feira, 17 de novembro de 2020

"The Mandalorian" - T.2 EP.3 ("Chapter 11: The Heiress") em análise

Certamente um dos momentos mais aguardados para a nova temporada de The Mandalorian, do Disney +, é a chegada de Ashoka Tano. Ainda não foi desta, mas o capítulo da semana passada é apenas uma paragem antes de chegar a esse destino. “Chapter 11: The Heiress” é o nome deste episódio e leva-nos ao encontro de uma outra personagem também já muito conhecida dos fãs de Star Wars: Bo-Katan. 


Desta vez, o Mandalorian e a criança viajam por mares bravos, onde encontram novos aliados inesperados: Bo-Katan (interpretada por Katee Sackhoff), Koska Reeves (Sasha Banks) e Axe Woves (Simon Kassianides), que os ajudam num momento crucial da viagem e orientam de modo a estes irem ao encontro de Ashoka Tano, que os ajudará a encontrar outros Mandalorians. 

Este foi, sem dúvida alguma, um episódio que nos levou para cenários totalmente diferentes, mostrando como Din Djarin e a Criança se adaptam a novas circunstâncias, neste caso à “vida no mar” e a tudo o que esta tem para oferecer, incluindo um momento de grande tensão em que a pequena Criança é engolida por um Mamacore, uma espécie de baleia (o mais parecido que há para descrever). Honestamente, admito que senti o coração a tremer um bocadinho nessa parte, precisamente por haver o fator surpresa de quem seriam os “salvadores” desta vez. É, então, aí que surge o tal trio já referido, que propõe ao Mandalorian uma missão, em troca da ajuda que este precisa. O resultado é um episódio cheio de ação, com um ritmo acelerado e frenético. 

Se na semana passada tivemos um episódio em que houve uma certa repetição da mesma fórmula, com a Criança a afastar-se e o pobre Mandalorian a parecer um pai que deixa de saber como reagir a um filho, desta vez o “Baby Yoda” já esteve mais controlado e também menos no centro das atenções – sim, é possível –, já que Bo-Katan e companhia foram quem conquistou a nossa curiosidade, voltando a dar uma maior atenção às personagens secundárias que vão aparecendo e que são sempre tão bem construídas.


“Chapter 11: The Heiress” foi escrito pelo showrunner Jon Favreau e desta vez a realização ficou a cargo de Bryce Dallas Howard, que assume a cadeira pela segunda vez na série, depois de já ter realizado o “Chapter 4: Sanctuary”. E, novamente, mantém-se a linha de referências já destacada na análise do episódio anterior, com uma homenagem a Apollo 13 (1995), filme do seu pai Ron Howard. Para além disso, Bryce Dallas Howard apresenta uma representação sublime, que nos deixa a pensar: porque é que ela ainda não tem um filme de Star Wars para realizar? 

Este foi um episódio cheio de ação e momentos altos, que certamente serão apenas um prelúdio para o que se seguirá, com a tão aguardada chegada de Ashoka Tano, que será interpretada por Rosario Dawson. Resta esperar só mais uns dias para o próximo capítulo. This is the way!
QUEM ESCREVEU ESTE ARTIGO?

Um grilo falante que lê livros, vê filmes e coleciona figuras e outras tralhas. Tenho um grande gosto pelos grandes clássicos e pelas animações. Na minha lista de longa-metragens favoritas estão E Tudo o Vento Levou (1939), Cinema Paradiso (1988), Forrest Gump (1994) e La La Land (2016).

Sem comentários:

Publicar um comentário